TCF monetization partnership
Home Artigos Dicas e oportunidades de geração de receita de para startups e PMEs sob a Lei dos Mercados Digitais (DMA)

Dicas e oportunidades de geração de receita de para startups e PMEs sob a Lei dos Mercados Digitais (DMA)

As startups digitais e as pequenas e médias empresas (PMEs) têm muitos caminhos para o sucesso. Mas elas também precisam navegar por um cenário complexo de privacidade de dados e regulamentação, muitas vezes com recursos limitados. Saiba como a DMA pode ajudar startups e PMEs com monetização.
pela Usercentrics
janeiro 9, 2024
TCF monetization partnership
Table of contents
Mostrar mais Mostrar menos

A Lei dos Mercados Digitais é um regulamento abrangente que visa promover uma concorrência leal e abordar a posição dominante das plataformas digitais das grandes empresas de tecnologia. A lei se aplica às plataformas das empresas gatekeeper designadas, como mercados e mecanismos de busca online, que têm um impactos significativo no mercado europeu. Ao ajudar a garantir um campo de atuação mais nivelado, a DMA oferece às startups e às PMEs melhores oportunidades para competir e monetizar suas ofertas.

Como você pode aproveitar as novas regras trazidas pela lei de privacidade de DMA como uma startup ou PME? Continue lendo para descobrir.

Abrace a transparência para construir confiança

A transparência é um requisito fundamental da Lei dos Mercados Digitais e também é a base das estratégias de monetização bem-sucedidas nos negócios on-line. Como startup ou PME, você pode aproveitar a DMA para aumentar a transparência e gerar confiança com seus clientes.

 

Ao comunicar claramente suas práticas de tratamento de dados, políticas de privacidade e mecanismos de consentimento e usar uma linguagem simples e clara para o usuário médio, você demonstra um compromisso com o respeito dos consumidores e com a proteção da privacidade do usuário. Isso promove a confiança, o que, por sua vez, leva a uma fidelidade mais forte do cliente, a um maior envolvimento ao longo do tempo e a um aumento das oportunidades de monetização.

Criação de transparência com a lei de DMA na prática:

 

  • Comunique claramente os preços e quaisquer taxas associadas aos seus serviços (inclusive quando houver alterações)
  • Forneça informações transparentes sobre suas práticas e políticas comerciais
  • Publique análises e depoimentos de clientes para demonstrar provas sociais
  • Forneça potencialmente vários níveis de produtos ou serviços nos quais os clientes podem crescer, pois eles podem não precisar de uma oferta “premium” imediatamente
  • Ofereça uma garantia de reembolso ou uma avaliação gratuita para reduzir o risco para clientes em potencial

Exemplos de como ser transparente sobre o uso de dados e gerar confiança:

 

Vamos usar o caso de uma startup que oferece um aplicativo móvel. Ao implementar avisos de privacidade claros e concisos, fornecer controle granular sobre o compartilhamento de dados e obter consentimento explícito para a publicidade direcionada, a startup pode se estabelecer como uma marca confiável aos olhos de seus usuários.

Modelos de negócios colaborativos

Na era da Lei dos Mercados Digitais, você pode aproveitar o poder dos modelos de negócios colaborativos para desbloquear novos caminhos de monetização. A parceria com outras empresas, dentro e fora do seu setor, permite que você explore bases de clientes maiores, enriqueça ofertas de produtos ou serviços e diversifique seus fluxos de receita.

 

Ao aproveitar APIs e contratos de compartilhamento de dados em conformidade com a Lei dos Mercados Digitais, você também pode criar soluções inovadoras e capturar novos segmentos de mercado.

Colaboração via conformidade com a DMA na prática:

 

  • Faça parceria com outras startups complementares ou empresas estabelecidas para criar ofertas conjuntas ou promoções cruzadas
  • Considere a formação de alianças estratégicas ou colaborações com influenciadores ou líderes do setor
  • Explore oportunidades de co-marketing para alcançar um público mais amplo e compartilhar recursos

Exemplo de como colaborar para aumentar as oportunidades:

 

Imagine uma startup de entrega de alimentos colaborando com uma plataforma local de revisão de restaurantes. Ao compartilhar dados e integrar seus serviços, a startup pode oferecer recomendações personalizadas aos usuários, enquanto a plataforma de análise ganha maior visibilidade e envolvimento do usuário. Essa parceria mutuamente benéfica abre novas oportunidades de monetização para ambas as partes.

Mais sobre a monetização de aplicativos para anunciantes móveis e editores de aplicativos: Mais sobre a monetização de aplicativos para anunciantes móveis e editores de aplicativos: TCF v2.2 e parcerias de monetização

Apresentação do potencial de insights orientados por dados

Os dados são a força vital da economia digital e, como startups ou pequenas empresas, você está sentado em uma mina de ouro de dados valiosos do usuário. A Lei dos Mercados Digitais enfatiza a importância do acesso a dados e da portabilidade, ajudando a nivelar o campo de atuação para players menores.

 

Graças aos insights e análise de dados, você pode tomar decisões mais informadas para otimizar suas estratégias de monetização. Entender o comportamento, as preferências e as tendências do usuário permite que você personalize suas ofertas, melhore as experiências do cliente e impulsione conversões mais altas.

Aumento da visibilidade do cliente com a análise de dados na prática:

 

  • Colete e analise os dados do cliente para entender suas preferências, comportamento e necessidades
  • Use dados para personalizar e otimizar suas ofertas, preços e estratégias de marketing
  • Aproveite os dados para identificar novos fluxos de receita ou áreas para o crescimento dos negócios
  • Considere oferecer análise de dados ou insights como um serviço separado para gerar receita adicional

Exemplo de como usar os dados para aumentar as vendas:

 

Uma startup de comércio eletrônico de moda pode analisar os padrões e a frequência de navegação dos clientes e o histórico de compras para oferecer recomendações personalizadas e promoções direcionadas. Com insights orientados por dados, a startup pode aumentar as oportunidades de vendas cruzadas, aumentar a satisfação do cliente e, por fim, impulsionar o crescimento da receita.

Mantenha a agilidade e a inovação

As startups e as PMEs devem permanecer ágeis e adotar a inovação para se manterem à frente da concorrência, ainda mais do que marcas conhecidas ou já estabelecidas. Felizmente, as empresas menores são muitas vezes mais ágeis do que as maiores, o que, tendo obtido sucesso e domínio de mercado, pode se concentrar menos na inovação e estar à frente das tendências em mudança.

 

A Lei dos Mercados Digitais incentiva a inovação, promovendo a interoperabilidade e ajudando a garantir um acesso justo às plataformas e serviços digitais essenciais. Ao explorar continuamente tecnologias emergentes, experimentar novos modelos de negócios e se adaptar ou sair à frente das tendências do mercado, as startups podem aproveitar as oportunidades de monetização que outras pessoas podem ignorar. Nunca ignore as oportunidades de vantagem do primeiro doador.

Inovação contínua em prática:

 

  • Monitore continuamente as tendências do mercado e as necessidades do cliente para identificar novas oportunidades de monetização, incluindo fora dos canais habituais, que podem não atender a mais nichos ou desenvolvimentos de “campo esquerdo”
  • Experimente diferentes modelos de preços, como freemium, preços diferenciados ou modelos baseados em assinatura
  • Atualize e melhore regularmente seus produtos ou serviços com base no feedback do cliente, mas certifique-se de continuar a ser o condutor de sua própria estratégia
  • Mantenha-se à frente dos concorrentes investindo em pesquisa e desenvolvimento para introduzir novos recursos ou ofertas, além de testar cedo e frequentemente para encontrar um verdadeiro potencial

Exemplo de como explorar a tecnologia para aproveitar as oportunidades de monetização sob a DMA:

 

Considere uma startup de software como serviço (SaaS) que ofereça ferramentas de gerenciamento de projetos. Ao se integrar a plataformas de colaboração populares e aproveitar tecnologias emergentes, como inteligência artificial, a startup pode aprimorar suas ofertas, atrair novos clientes e se posicionar como líder em seu segmento de mercado.

Palavras finais sobre como aproveitar a Lei dos Mercados Digitais para monetização de pequenas empresas

Ao adotar a transparência, explorar modelos de negócios colaborativos, aproveitar as percepções orientadas por dados e manter-se ágil, você pode liberar todo o potencial do seu empreendimento.

 

Já começamos a contagem regressiva para a Lei dos Mercados Digitais. Embora a conformidade com a privacidade de DMA possa parecer desafiadora, essa regulamentação deve ser um aliado para pequenas empresas.

Leia nossas perguntas frequentes sobre DMA: Leia nossas perguntas frequentes sobre DMA: As 30 principais perguntas de DMA respondidas

Para começar, é essencial entender os dados que sua organização coleta, onde e como eles são obtidos e com quem eles são compartilhados. Revise suas políticas internas sobre manuseio de dados, aquisição de consentimento e uso de dados, incluindo compartilhamento de terceiros.

 

Certifique-se de que seu website ou aplicativo esteja equipado com as ferramentas de privacidade certas para conformidade com a Lei dos Mercados Digitais. Implementar mecanismos de consentimento do usuário que se alinhem aos requisitos de DMA e tenham uma política de privacidade abrangente e clara em vigor. Para simplificar seus esforços de conformidade, considere adotar uma solução de privacidade pronta para DMA, como a plataforma de gerenciamento de consentimento (CMP) do Usercentrics ou o SDK de aplicativo móvel. Com essas etapas em vigor, você estará bem preparado para a DMA.

Prepare-se para a DMA hoje mesmo

Perguntas frequentes

O que é a Lei dos Mercados Digitais (DMA)?

A DMA é uma regulamentação que se aplica às grandes empresas de tecnologia que operam na União Europeia. Ela tem como objetivo melhorar a justiça, a inovação e promover a concorrência. Ela requer maior transparência, compartilhamento de dados e interoperabilidade de plataformas. Ela também aumenta a escolha do usuário e a privacidade dos dados.

Seis empresas foram designadas como gatekeepers, com obrigações específicas nos termos da lei. As empresas de terceiros que utilizam as plataformas e os serviços dos gatekeepers deverão atender a certos requisitos de conformidade, bem como poder continuar a fazer negócios no ecossistema digital dos gatekeepers.

Quando a DMA entra em vigor?

A DMA entrou oficialmente em vigor em 1º de novembro de 2022. A maioria de suas regras estava ativa até maio de 2023, e os gatekeepers foram designados 6 de setembro de 2023. Os gatekeepers têm até 6 de março de 2024 para cumprir a DMA.

Onde se aplica a DMA?

A DMA e a DSA aplicam-se às empresas que operam na União Europeia e no espaço Econômico Europeu e aos consumidores que aí residem.

A quem se aplica a DMA?

A DMA se aplica às empresas que operam grandes plataformas on-line que atendem a critérios específicos, por exemplo, que têm um impacto significativo nos mercados digitais, que atuam como intermediárias entre empresas e usuários, e que desfrutam de uma posição duradoura do poder de mercado com influência significativa sobre a inovação. Essas plataformas estarão sujeitas a obrigações regulatórias aprimoradas e análise nos termos da DMA.

Os seis controladores de acesso designados pela Comissão Europeia (CE) no âmbito da DMA são:

  • Alphabet (proprietário do Google e Android)
  • Amazon
  • Apple
  • ByteDance (proprietário de TikTok)
  • Meta (proprietário do Facebook, Instagram, WhatsApp e outros)
  • Microsoft

Embora a DMA se aplique a esses gatekeepers, as pequenas empresas também devem estar cientes e compreender a lei, pois isso afetará diretamente a forma como usam as grandes plataformas e serviços on-line de propriedade dos gatekeepers. Os proprietários de empresas serão responsáveis por seguir as regras de conformidade impostas por serviços digitais, como Google e Amazon.

Qual é o escopo da DMA?

A DMA centra-se em grande parte na promoção de mercados digitais mais justos, mais transparentes e mais competitivos, para além de melhorar a privacidade dos dados dos consumidores. O grande objetivo é permitir que os jogadores menores cresçam e inovem para competir com as plataformas de tecnologia grande, e impedir que os gatekeepers usem seu poder e alcancem sufocar as operações e o crescimento de empresas menores.

Quem são os gatekeepers da DMA?

As empresas designadas como gatekeepers pela Comissão Europeia até o momento são:

  • Alphabet (proprietário do Google e Android)
  • Amazon
  • Apple
  • ByteDance (proprietário de TikTok)
  • Meta (proprietário do Facebook, Instagram, WhatsApp e outros)
  • Microsoft

Quais são os principais serviços de plataforma (CPS)?

Eles são identificados como serviços executados pelos gatekeepers que são parte integrante das operações de negócios digitais. Eles incluem mecanismos de pesquisa on-line, sistemas operacionais, navegadores da Web, assistentes de voz, redes sociais on-line, plataformas de compartilhamento de vídeo e muito mais. Até o momento, 22 serviços principais da plataforma (CPS) foram identificados na DMA:

  • 6 plataformas denominadas “intermediárias” (Amazon Marketplace, Google Maps, Google Play, Google Shopping, iOS App Store, Meta Marketplace)
  • 4 redes sociais (Facebook, Instagram, LinkedIn, TikTok)
  • 3 serviços de publicidade on-line (Amazon, Google e Meta)
  • 3 sistemas operacionais mais populares (Google Android, iOS, Windows PC OS)
  • 2 grandes serviços de comunicação (Facebook Messenger e WhatsApp)
  • 2 navegadores da web (Chrome e Safari)
  • 1 mecanismo de busca (Google)
  • 1 plataforma de compartilhamento de vídeo (YouTube)

Quais são as obrigações regulatórias da DMA?

As principais obrigações da DMA para os gatekeepers são:

  • Eliminação de práticas injustas ou anticompetitivas
  • Fornecimento de acesso aos dados coletados ou gerados por suas plataformas
  • Garantia de interoperabilidade
  • Ação de evitar o tratamento preferencial da funcionalidade ou dos serviços de seus próprios parceiros ou específicos

Quais são os impactos da DMA sobre as empresas?

Para estar em conformidade com a DMA, os gatekeepers provavelmente precisarão fazer mudanças substanciais em seus modelos de negócios e operações para garantir a conformidade com as novas obrigações. Os gatekeepers e as empresas que dependem de suas plataformas provavelmente precisarão fazer investimentos substanciais em tecnologia, pessoal e recursos legais, levando potencialmente a um aumento dos custos operacionais.

A provisão da DMA para imposição de multas em plataformas não compatíveis aumenta a carga financeira potencial para gatekeepers. A perda de acesso a plataformas de gatekeepers para terceiros não compatíveis também apresenta um risco financeiro potencial significativo.

Ao longo do tempo, a DMA deve ajudar a promover a inovação e o crescimento entre as empresas mais pequenas, à medida que o campo de atuação da empresa é nivelado.

Quais são os impactos da DMA sobre os consumidores?

Os consumidores provavelmente verão preços mais competitivos e mais inovação em plataformas e serviços de tecnologia. Será mais fácil para eles trocar de provedor e levar seus dados com eles, e eles terão mais controle sobre os aplicativos e serviços que usam (por exemplo, desinstalar software pré-instalado). Eles também devem ver privacidade de dados aprimorada e opções relacionadas ao uso de seus dados pessoais.

Como o uso de uma plataforma de gerenciamento de consentimento ajuda a alcançar a conformidade com DMA?

Terceiros que acessam os serviços dos gatekeepers precisarão garantir que obtenham um consentimento de usuário válido e sinalizem isso aos gatekeepers, por exemplo, por meio do Modo de consentimento do Google para as plataformas do Google. Uma plataforma de gerenciamento de consentimento permite que as empresas obtenham consentimento prévio para uso de cookies e rastreadores, armazenem com segurança as informações e as sinalizem aos gatekeepers. Também está disponível para autoridades de proteção de dados em caso de auditoria.

Como a Lei dos Mercados Digitais melhora as oportunidades de monetização?

Um dos principais objetivos da DMA é a transparência, que também está no centro de excelentes experiências do cliente e de construir confiança. Isso também melhora o envolvimento do usuário e ajuda a desenvolver relacionamentos de longo prazo com o cliente, o que aumenta a receita. Fornecer informações claras aos usuários, solicitar consentimento válido para acesso a seus dados pessoais e mostrar que você respeita a privacidade de seus dados.

Além disso, a DMA exige que os gatekeepers forneçam acesso aos dados gerados em suas plataformas ou por suas plataformas e transparência em operações como o funcionamento de algoritmos. Use essas informações para aprender com os padrões de dados e ver quais atividades operacionais são bem-sucedidas e como replicá-las para sua empresa.

Artigos Relacionados

The-Digital-Markets-Act-and-legal-compliance

A Lei dos Mercados Digitais e a conformidade jurídica: Um guia para empresas que usam os principais serviços de plataforma

A Lei dos Mercados Digitais (DMA) define novas regras para gatekeepers de tecnologia, que também afetam as empresas...

uc_lp_hero_500px_checklist_website_builders_blue_01

Como tornar o seu website compatível com a Lei dos Mercados Digitais (DMA)

Garantir a conformidade com normas de proteção de dados, como o RGPD, é crucial para os proprietários de sites....